terça-feira, 29 de novembro de 2011

Uma Aquarela Pintada de Amarelo Sol

Foto/crédito: Gério Ganimedes


“Mesmo estudando e analisando nossa estrela, não resistimos ao seu encanto e suas pinceladas perfeitas, em tons de amarelo que deixam até mesmo o mestre da luz Rembrandt, sem óleo de cor igual. São nuances perfeitas da natureza tingindo suavemente o azul celestial com tons que vão do algodão, misturando-se ao sépia, aveludando o horizonte com o vermelho sangue paixão. Neste mesmo espaço singular, invadindo a natureza descalça, aparece uma silhueta discreta de um pequeno avião que certamente, despreza esta impecável pintura da mãe Terra”.


 Foto/crédito: Gério Ganimedes

Fiquem bem

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul ©©



Como Sempre as Desculpas Ordinárias

Foco foi emitido por artefato da FAB 
Foto: Divulgação/18° Brigada de Infantaria Fronteira

Notícia publicada no portal Globo.com - G1

Exército diz que 'luz' de ação em MS pode ter sido confundida com óvni. Facho de luz tem condição de iluminar área de 400 metros quadrados. Exercícios duraram 12 minutos e puderam ser vistos em toda a área urbana.

Um forte facho de luz no céu causou surpresa entre os moradores de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, na noite do último domingo (27), segundo o Exército. As luzes, inicialmente confundidas pela população com óvnis, eram emitidas por um artefato lançado por uma aeronave em treinamento.

 Foto: Divulgação/18° Brigada de Infantaria Fronteira

De acordo com o major Denis de Miranda, da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, o quartel recebeu vários chamados telefônicos durante a ação. "Muitas pessoas ficavam sem entender o que eram essas luzes, e como ouviam o barulho dos caças, pensaram que eram óvnis. Nós esclarecemos a todos os que nos procuraram", relata.

As luzes, compostas por fósforo branco, servem para dar apoio a tropas terrestres e tem condições de iluminar uma área de 400 metros quadrados. Conforme a necessidade, podem ser lançados vários de uma vez, ampliando a área a ser iluminada. “Transforma a noite em dia”, afirma o oficial.

Essa foi a primeira vez que um exercício desse tipo foi realizado em Corumbá, e a ação foi mantida em sigilo. Os exercícios duraram cerca de 12 minutos e puderam ser vistos em toda a área urbana da cidade. Os objetos foram lançados em pequenos paraquedas por dois caças AMX, da Aeronáutica.

As aeronaves partiram da Base Aérea de Campo Grande e chegaram ao destino em 20 minutos. Miranda explica que foram lançados quatro artefatos, e cada um deles tem duração média de três a cinco minutos, dependendo das condições climáticas.

O objetivo do exercício era testar a eficácia do equipamento em atividades militares na região. “Constatamos que houve um êxito de 100%”, explicou o major. O exercício faz parte da Operação Ágata 3, que envolve as Forças Armadas, além da Polícia Federal, Polícia Militar Ambiental, Força Nacional, Receita Federal, entre outros.

Fonte: G1 – Globo.com

Leia a notícia AQUI



Comentário do Autor

Certa vez aqui em Canoas - RS, não me recordo exatamente a data, mas se não estiver errado, foi na década de 80, ocorreu um fenômeno de Luzes no céu, que causaram um alvoroço na população local. Na época, meu sogro, que já havia atuado na  aeronáutica, confirmou que "aquelas luzes não eram iguais as luzes utilizadas pelo exército e nem mesmo utilizadas pelos caças como contramedidas", e que para ele, se tratavam de "objetos voadores não identificados". Entretanto no dia seguinte saiu no jornal local, e a noticia corria pelas ruas e bares da cidade, que a aeronáutica (5°COMAR) de Canoas havia comunicado, que "não era para a população ficar assustada, pois estavam fazendo exercícios e manobras de treinamento aéreo e as luzes eram usadas como treinamento de guerra para iluminar a cidade".

Já está cansando a minha paciência esta palhaçada, de sempre terem uma desculpa pronta, no envelope de contramedidas do exército, marinha e aeronáutica. Neste caso, como muitos outros, o exército ou está mentindo, ou são inconsequentes mesmo. Porque testar esse tipo de equipamento, que resulta em um efeito incomum no céu noturno, em área urbana, sem avisar a população é realmente pedir para que haja confusão. Acredito que fica mais fácil, atualmente, acreditar em Ovnis, do que acreditar nas caquéticas desculpas esfarrapadas de sempre.

Gério Ganimedes

Direitos Reservados de Comentário - Projeto Quartzo Azul ©©


Filamento Gigante Serpenteia na Superfície do Sol

Crédito: John Nassr
2011-11-29
Localização: Baguio – Filipinas

 A imagem acima nos mostra o fenômeno de manchas solares sinuosas. Podemos observar pela imagem, espetacular, que é uma espécie de “serpente” que se estende, através de varias manchas solares, neste caso em particular, esta se localiza no hemisfério norte do Sol, e parece ser uma seqüência independente de padrões escuros. Utilizando um telescópio, sintonizado com o brilho vermelho do hidrogênio solar, a imagem revela algo diferente. As manchas solares são conectadas por filamentos sinuosos de magnetismo, que se contorcem energicamente, parecendo uma grande “serpente de fogo dourada” na superfície da estrela. Estas conexões sugerem uma possibilidade interessante e perigosa, porque, embora, cada mancha solar, individualmente, represente uma ameaça pequena de uma forte tempestade solar, uma instabilidade neste fenômeno, pode iniciar uma reação em cadeia envolvendo todas as manchas numa “Mega Explosão”, levando a uma erupção generalizada na extensa região onde passeia a “Serpente de fogo”.


Crédito da Imagem: John Nassr

Texto: Gério Ganimedes
Direitos reservados – Projeto Quartzo Azul©©

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Informações Sobre Explosões Solares Estariam Sendo Manipuladas?

Forte dilatação da coroa solar - perceptível
com câmera equipada com filtro solar

O Sol apresentou nestes últimos dias, uma intensa atividade, com base em imagens capturadas pelo Observatório Dinâmico Solar (SOHO) e GOES. Estamos adquirindo através de fontes alternativas, diferentes das habituais fontes oficiais, normalmente consultadas, várias imagens que parecem comprovar este período de alta atividade, entretanto consultando os gráficos de fluxo de raios-X, fluxo de elétrons, estimativa de índice KP e de fluxo de prótons (obtidos pela GOES), as informações parecem não estarem de acordo o que nos trás a duvida e a desconfiança que estes dados estão sendo manipulados. 


Estivemos analisando as últimas fotos obtidas do sol conforme postagem anterior, nas quais é notável a diferença do tamanho da coroa solar, mesmo sendo as fotos tiradas com equipamento fotográfico equipado apenas com filtro solar especial. O que queremos passar aos leitores, é que nossa estrela, está apresentando alterações, que já são observadas, quase a olho nu. Além do calor fora do normal dos últimos dias – como hoje, por exemplo, aonde em Canoas/RS os termômetros chegaram a marcar 38°C, as imagens das CMEs ou EMCs (Ejeções de Massa Coronal), conseguidas com a ajuda de colaboradores, mostram um quadro espetacular e ao mesmo tempo assustador, das explosões solares do último período de dias. Não tem como passar desapercebido, que pelas dimensões das explosões, os dados repassados pelos órgãos oficiais, contradizem as imagens.



Vamos às pesquisas para ver o que está acontecendo e que não querem que nós saibamos.

Colaboração: Emelee - Apoio Logístico



Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

domingo, 27 de novembro de 2011

Em Busca do Segundo Sol ... Continua a Caçada Astronômica

 Pôr do Sol em Canoas / RS - 27 de novembro de 2011


De acordo com postagem anterior, reagindo as diversas fotos e vídeos de um segundo sol registrado, por alguns fotógrafos e cinegrafistas, que publicaram na internet, uma segunda estrela ao lado de nosso astro rei, continuo a busca pelo misterioso corpo celeste. Abaixo mais uma sequência de fotos do pôr do sol, tiradas po mim utilizando filtro solar especial, na localidade de Canoas, no dia 27 de novembro de 2011. Até agora o segundo sol não apareceu.


 Halo Solar e abaixo 
o caminho do leito de nossa estrela maior


Fiquem bem

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul ©©

Vênus ... Sempre Encantando Astrônomos e Apaixonados pelo Céu

 A caminhada da “Estrela Dalva” no firmamento  


Desde que voltou para o cenário noturno à pouco mais de um mês atrás, o nosso "planeta irmão", como Vênus é freqüentemente chamado, tem sido a peça central do céu noturno atual. Como Vênus viaja ao redor do sol dentro da órbita da Terra, ela se alterna regularmente desde o céu da tarde até céu da manhã e retornando este ciclo, gastando cerca de nove meses e meio, como uma "estrela da tarde", e sobre o mesmo período de tempo como uma "estrela da manhã". Alguns astrônomos antigos realmente pensaram que estavam vendo dois corpos celestes diferentes. Eles nomearam a estrela da manhã de Phosphorus, o prenúncio da luz, e a estrela da noite de Hesperus, filho de Atlas. Foi o filósofo e matemático grego Pitágoras quem primeiro percebeu que Phosphorus e Hesperus eram o mesmo objeto. Para os antigos, tal comportamento era intrigante e realmente não era compreendido até o tempo de Galileu. Após se mudar para Pisa, em Outono de 1610, ele começou a observar Vênus através de seu telescópio.

 Crédito: Space.com

Uma noite, ele notou que uma pequena fatia, que parecia estar faltando no disco de Vênus. Depois de vários meses, Vênus apareceu na forma de um crescente - em outras palavras, parecia mostrar as mesmas fases igualmente, como a lua. Esta foi uma grande descoberta, que finalmente ajudou a entregar um golpe mortal,  para o conceito de longa data, de um universo centrado na Terra. Vênus passeia apenas um número limitado de distância a leste ou oeste do sol, uma vez que, como Mercúrio, que é um planeta "inferior"  - que orbitam o sol mais de perto que a Terra faz. 

Cronograma de como a aparência de Vênus vai mudar durante os próximos meses:

 
 Foto/crédito: Gério Ganimedes
Vênus a direita - Mercúrio menor a esquerda.

2011/26 de novembro - Disco 90% iluminado -  Ainda no lado mais distante do sol, a uma distância de 219 milhões de km da Terra, parece um pequeno disco quase cheia prateada.

2012/28 de janeiro - Disco 75% iluminado: A cerca de 169 milhões de km da Terra.

2012/27 de março - elongação oriental: Vênus chega à sua maior distância angular leste do sol - 46 graus nesta data. O planeta brilhante agora corre muito longe para o leste ou esquerda do sol, ele vai começar a aparecer, a partir de nosso ponto de vista terrestre, estabelecendo quatro horas depois do pôr do sol e continuando a minguar em fase bem como ampliando lentamente de tamanho.

2012/30 de abril – Iluminado em sua maior extensão: Vênus estará agora no auge de seu grande brilho. É tão brilhante agora que ele pode ser visto facilmente a olho nu em um céu azul profundo de final de tarde. Ele continuará a abordagem da Terra quando se apresentará, fazendo uma curva em direção ao sol. Vênus agora vai ficar á 66 milhões de quilômetros da Terra.

2012/02 de maio - Seu disco estará apenas 25% iluminado. O planeta aparece agora quase 40% maior em tamanho do que ele esteve a apenas um mês atrás.

2012/16 de maio - Disco 12% iluminado: O crescente de Vênus vai continuar a diminuir, mas porque ele também vai continuar a se aproximar da Terra, ele vai aparecer mais alongado. Venus agora vai estar a 51 milhões de km de distância, entretanto estará agora em um mergulho rápido abaixo do sol.

2012/23 de maio - Disco com 6% iluminado. Agora, será fundamental para tentar localizar Vênus, observá-lo no céu o mais cedo possível, quando ainda está alto no céu e num ambiente sem névoa ou poluição residual. Bem antes do sol é o melhor. Ao pôr do sol, como visto desde meados de latitudes norte, Vênus vai ficar cerca de 15 graus acima do horizonte entre oeste-noroeste e onde irá definir sua posição cerca de 100 minutos mais tarde. Agora com 46,6 milhões de km da Terra, Vênus está se tornando mais e mais alinhado entre nós e o Sol, e como tal, vai virar cada vez mais de seu lado escuro para nós. Na semana seguinte seu lado escuro estará totalmente voltado para nós, desaparecendo no céu noturno.

2012/05 de junho - Conjunção Inferior. Vênus vai finalmente estar em transição de uma noite de estrela da manhã e vai aparecer para passar diretamente entre a Terra e o sol neste dia. O resultado será um momento raro de “trânsito”. Vênus será visto em silhueta, como um ponto preto, movendo-se através do disco do sol. Este será o último trânsito de Vênus pelo sol, até 11 de dezembro de 2117.


Fonte: Space
Simulações: Starry Night 6 Pro
Tradução e adaptação de texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Emelee - Apoio Logístico do PQA

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul ©©

sábado, 26 de novembro de 2011

Alerta de Tempestade Geomagnética

Crédito: SDO/AIA – Spaceweather.com

Uma tempestade de radiação solar está em andamento ao redor da Terra. No momento, a tempestade é classificada como menor, o que significa que tem pouco efeito sobre a Terra, a não ser perturbar as transmissões de rádio HF em altas latitudes. Prótons energéticos, que compõem a grossa tempestade, foram acelerados em nossa direção mais cedo hoje por ondas de choque em uma Ejeção de Massa Coronal ocorrida e lançada longe do sol a cerca de 1000 km / s. De acordo com analistas do Laboratório de Clima Espacial Goddard, a Ejeção de Massa Coronal - CME em si vai chegar à Terra em 28 de novembro em torno de 14:23 UT (+ / - 7 horas).

Fonte: Spacewether.com

Veja mais dados AQUI


Tradução e Adaptação de Texto: Gério Ganimedes

Direitos reservados de tradução – Projeto Quartzo Azul©©


Em Busca do Segundo Sol ... Será possível?

Fotos/crédito: Gério Ganimedes


Em reação as constantes filmagens e fotografias que tem aparecido na internet, sobre um suposto segundo sol, eu decidi monitorar nossa estrela, antes dela ir para seu “repouso” ou pôr do sol, ocasião esta, onde o segundo astro estaria aparecendo, entretanto até agora não obtive sucesso. As fotografias foram feitas com filtro solar duplo, para reduzir a intensidade luminosa e podermos observar inclusive a coroa solar em seu total esplendor. As fotos foram feitas em Canoas, Rio Grande do Sul, nos dis 24 e 25 de novembro de 2011.










Fiquem bem
Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Achado Arqueológico Poderia ser a Segunda Referência ao “Fim do Mundo Maia” no Ano de 2012

Crédito: delange.org


Notícia divulgada pela AP


Arqueólogos mexicanos descobriram o que seria uma segunda ligação ao "fim do mundo", que no passado teria sido prevista pelos maias e que poderia acontecer em 2012. Anteriormente, especialistas afirmavam, que existia apenas um achado arqueológico que apresentava o final do calendário desta antiga civilização. Em comunicado especial, o Instituto Nacional de Arqueologia do México, anuncia um debate sobre o assunto e admite existir uma segunda ligação ao fim do calendário.  Esta peça seria um tijolo ou cartucho encontrado por pesquisadores no templo de Comalcalco. Segundo Arturo Mendez, representante do instituto, este “marco” foi descoberto há alguns anos atrás, sendo submetido a uma análise detalhada, entretanto, a peça está guardada e não foi exibida ao público. Os cientistas têm dúvida se o objeto realmente tem relação com o "fim do mundo" Maia. Segundo alguns seria uma outra referência a 2012.

O cientista David Stuart revelou informações, que a data no texto descoberto casaria com o fim do 13º Baktun - ciclo maia que se encerraria em 21 de dezembro de 2012. Contudo, Stuart diz que pode corresponder apenas a alguma data similar no passado. Como ele mesmo disse: “Não há razão para não achar que possa também ser uma data antiga, descrevendo algum evento histórico importante no período Clássico. Na verdade, o terceiro GLIFO no tijolo aparentemente deve ser lido como o verbo (huli) - ele ou ela chegam”.  

“Não há verbo no futuro, ao contrário da inscrição de Tortuguero - a primeira descoberta, o que, do meu ponto de vista, coloca a data de Comalcalco mais como uma referência histórica do que profética”, afirma o cientista.

Ambas as inscrições - Tortuguero e o tijolo de Comalcalco - teriam sido criadas aproximadamente há 1,3 mil anos atrás. A primeira descreve algo relacionado ao Deus Bolon Yokte, que seria associado à guerra e à criação, em 2012, mas a erosão e um rachado na pedra impedem a leitura do final da passagem, mas alguns cientistas acreditam que diga “ele irá descer dos céus”. Ainda de acordo com a agência, no texto de Comalcalco os símbolos estariam invertidos ou cobertos com estuque, o que indicaria - por quem o escreveu - que eles não devem ser vistos. O instituto mexicano afirma que a idéia de fim do mundo em 2012 é apenas uma interpretação mal feita do calendário maia. Segundo os arqueólogos mexicanos, o tempo para o povo antigo era divido em longos ciclos e o texto de Tortuguero apenas indica o fim de uma era e o começo de outra.


Fontes: AP – Terra
Link da notícia AQUI
Crédito da fotografia: http://www.delange.org/Comalcalco2/Comalcalco2.htm
Observação: Visite o link acima e veja outras fotos belíssimas



Comentário do Autor

Novamente o homem buscando interpretações e ligações de um evento de final de era, muitas vezes baseados em especulações e interpretações errôneas de uma linguagem e um alfabeto antigo, que pode conter muitos significados e simbolismos. 

 Sacrifícios humanos representados em uma pintura maia.

Devemos ter muita calma e, sobretudo clareza nas interpretações e leituras, para afirmar que todos vêem o “Fim do Mundo”, baseados em fragmentos históricos de uma civilização praticamente desaparecida e que se analisarmos sua cultura, mesmo que bem avançada astronomicamente falando, observando seus rituais antigos, vemos indícios claros, de um povo que ostentava o sacrifício e a morte, e no mínimo tudo que poderia envolver suas profecias e presságios, certamente estaria ligado à morte e ou destruição, como punição dos Deuses, a quem eles ofereciam sacrifícios de membros de seu próprio povo. Devemos ao menos questionar e duvidar um pouco, sobre o que eles tem a dizer e prever sobre morte e fim, não acham? Pois, pelo que parece, impor o medo a seu povo era o âmago de sua cultura, resultado deste medo que ainda hoje estamos herdando.


Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©


Criatura Misteriosa Está Atacando Animais no Norte do Rio Grande do Sul




Por Gério Ganimedes


Tuparendi - RS

Antiga aldeia de indígenas, as terras do atual município começaram a ser povoadas em 1914 por colonizadores, principalmente alemães e italianos, cuja principal atividade era a agricultura.

Moradores da cidade de São Marcos localizado no interior de Tuparendi no norte do estado do Rio Grande do Sul estão vivendo dias de preocupação e nervosismo, ao mesmo tempo em que deixaram de sair à noite, com medo de serem atacados pela misteriosa criatura. Alguns especialistas acham que a fera que está atacando os animais é um leão-baio, que parece estar rondando as vizinhanças de lavouras e matos do local. Ele seria o suposto autor destes ataques a animais. Segundo informações, desde o início de novembro vestígios de um animal não muito conhecido, vêm aparecendo pelas lavouras e capões desta localidade. Segundo moradores locais o misterioso animal feriu cachorros apenas no focinho, levando-os à morte.



A suçuarana também conhecida como puma (Puma concolor, anteriormente Felis concolor) onça-parda, onça-Vermelha, cougar, jaguaruna, leão-baio, leão-da-montanha, dependendo da região, é um mamífero da família Felidae nativo das Américas.

Os ataques segundo especialistas, seriam característicos desta espécie de leão.  Como assim? Sempre aprendi que animais carnívoros matam e comem sua presa. Entretanto um morador relatou que avistou o animal a cerca do mato à luz do dia. As análises dos fatos "poderiam" confirmar o autor, como sendo este tipo de animal, pois a cada dia surgem novas evidências, confirmando ainda mais, a existência desta espécie na região, entretanto não existe confirmação.
Como sempre um bando de especialistas não conseguem comparar as mordidas e as pistas deixadas, e chegarem a uma conclusão mais precisa, do que ataca misteriosamente os animais. O que acho estranho é um animal predador e carnívoro, que só ataca quando tem fome ou ameaçado, apenas ferir ou matar os animais, não se alimentando de suas carcaças.

No entanto vamos aguardar mais informações das linhas de reportagens, moradores e especialistas que estão pesquisando e analisando os dados coletados.  


Estaria a Região do Rio Grande do Sul sendo alvo do ataque de um chupa-cabras?


Fiquem bem


Gério Ganimedes 
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Mas Afinal, Onde se Escondem os Ovnis?

Foto tirada em Canoas direção Sul - O VTE aparece entre as nuvens.
Momentos depois, caças F-5 da base aérea sobrevoaram a região.


Por Gério Ganimedes


Desde o incidente da queda de um Ovni em Roswell, no dia 8 de junho de 1947 vários grupos de estudos, sobre este fenômeno OVNI, foram, se formando por todo o mundo. Muitos são, é claro, autodidatas e entusiastas dos fenômenos aeroespaciais e até dos considerados fenômenos paranormais que também acabaram migrando para esta área enigmática e apaixonante. Antes com pouca consistência, poucos fundamentos, técnicas de análise retrógradas e até mesmo equipamentos inadequados para registrar estes fenômenos que se tornaram na vida de muitos, uma obsessão.  Hoje a ciência evoluiu e os equipamentos eletrônicos são os principais elementos, que fazem parte desta pesquisa, que ganhou muito com o avanço tecnológico, e estão diretamente ligados ao registro dos eventos. Os ufólogos ganharam mais ferramentas para trazerem aos olhos do público, seus avanços nas pesquisas e provas muitas vezes incontestáveis da presença destes objetos voadores não identificados aqui em nosso planeta.

Mas onde se escondem e pra onde vão estes objetos silenciosos e não identificados que rondam os céus do planeta? 

Esta é justamente a intenção deste post, “colocar uma pulga atrás da orelha de cada um de vocês”.

Se eles chegam até aqui, se estouram em nosso solo, sobrevoam nossas montanhas, aterrissam em nosso solo, cruzam o espaço aéreo de aeronaves comerciais e militares, entram e saem de nossos oceanos, rios e lagos, e ainda por cima, abduzem ou seqüestram seres humanos e animais, para onde vão ou onde se camuflam estes “discos voadores” ou “Veículos de Transporte Extraterrestre”?

Bem estou a muito tempo querendo achar um termo novo para OVNIS – hoje criei o “VTE”, porque estou cansado do termo Disco Voador ou Flight Soucer, pelo simples fato de ter sido ridicularizado com o passar do tempo. Hoje usar este termo ou expressão, se tornou motivo de risadinhas então, a partir de agora chamarei de VTE (Veículo de Transporte Extraterrestre), assim os piadistas e aqueles que levam o assunto pelo lado da gozação e do ridículo, ficam a ver navios, quando conversamos entre membros do grupo misturados a outras pessoas.

Durante os meus 25 anos de pesquisa na área, centenas de testemunhas relataram terem visto estes VTE adentrando montanhas, rios, lagos e oceanos. Será que não estamos diante de uma invasão deste tipo de seres a mais tempo do que imaginamos? Viagens através do universo entre estrelas a centenas, milhares e até bilhões de anos-luz da Terra, podem sim ser possíveis, acredito eu, diante de uma tecnologia avançada e desconhecida de nós humanos “terrenos”, mas se “eles” já chegaram aqui, porque irem embora se poderiam muito bem fazer suas bases de desenvolvimento de pesquisas, aqui mesmo? 

Imaginem um VTE vindo, do outro lado da galáxia, raptar alguns humanos, e viajarem de volta, milhares de anos luz de distância, para fazer experimentos e depois, traze-los de volta e coloca-los confortavelmente em suas camas. Mesmo sendo total defensor das teorias de abduções, pois já vivi esta experiência e sei o quanto é real e desagradável, não acredito em queima desnecessária de energia para tal. 

Então onde eles nos levam, onde se escondem na vizinhança, para fazer tais experimentos?

Muitos foram os relatos, de estranhas formações de nuvens, parecendo que algo se escondia por trás. Poderia estes VTES, estarem usando a própria atmosfera e suas características para se camuflarem? Creio que estas centenas de pessoas que já avistaram Ovnis ou como agora chamo de VTES, saltando entre nuvens ou mesmo se deslocando entre nuvens, não estão mentindo ou apenas criando histórias para serem depois criticadas, chamadas de loucas ou ridicularizadas pela mídia. Os fatos estão sendo apresentados, os registros não mentem então eles estão usando técnicas de camuflagem como os próprios humanos, através de seus exércitos, que se utilizam desta técnica, para ficarem invisíveis diante do inimigo.

Em vários pontos do globo – lagos, oceanos e até mesmo rios, são cenários para aparecimento de Ovnis, o que sugere que eles utilizam estes locais, com o propósito de se esconderem, então, seriam estes pontos de acesso, bases de esconderijos extraterrestres?

Creio que quem aqui chegou e chega, deve ter uma espécie de “motel” de estrada, para permanecer ou passar um período. O que quero dizer com isso, é que não só devemos estar atentos no céu, pois enquanto estamos tendo câimbras no pescoço, olhando pra cima, “eles” podem estar entrando e saindo, sob nosso solo, nossas águas e penetrando em montanhas e cavernas. 

Fiquem mais atentos aos disfarces, do que propriamente aos Ovnis. Observem mudanças de texturas nas árvores e montanhas, reflexos nas rochas, observe a superfície de lagos, rios e mares, atentem para as formações de nuvens. Liguem seus sextos sentidos, as sensações e percepções periféricas, pois ELES, já estão aqui, e o que temos de nos concentrar, é em ver de onde estão saindo e entrando e não apenas descendo. Acredito que estamos apenas observando o lugar errado e como gosto de dizer:

“É como numa mágica – o mágico sempre mostra o lugar no qual quer que olhemos e não pra onde se esconde o truque”.


Fiquem bem

Gério Ganimedes 
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©


terça-feira, 22 de novembro de 2011

2012 – A visão de um ano que devemos mudar



Por Gério Ganimedes


Um assunto delicado de ser exposto e tratado, porque por motivos óbvios envolve todos nós habitantes da Terra. Diante de tantas teorias e visões apocalípticas apresentadas em todas as formas possíveis, através dos meios de comunicação, este assunto, para muito além de causador de medo, também atingiu as crianças, e é neste ponto, que minhas preocupações surgem e tornam esta matéria e a forma como conduzi-la um verdadeiro “transporte de taças de cristal”. Não há mais como esconder este assunto dos “pequenos”, futuro desta terra e deste planeta, então sempre que vem a tona o tema 2012, começo a caminhar sobre ovos, para que não seja visto, o ano de 2012 como o fim que tanto anunciam. Nossas crianças devem ter em mente, um futuro, uma luz para suas vidas, além do horizonte, devem ter em seus corações, esperança, força e amor.

Não podemos transportar o assunto “2012” como o fim dos tempos, o fim da vida no planeta. Um clima de desespero está tomando conta do coração de muitos e isto esta sendo transmitido às crianças de uma forma errada. Podemos sim, e devemos interpretar os sinais e as mensagens transmitidas, não só por profetas do passado, mas civilizações milenares, canalizações e presságios dos sensitivos da atualidade. Entretanto devemos ter o cuidado, de não apenas mostrar uma imagem de destruição como os filmes e documentários gostam, de castigar os olhos, e através deles as emoções tanto adultas como infantis, dos aficionados por esta idéia de fim e destruição a nível global.

Civilizações milenares, tribos indígenas, profetas do passado, videntes da atualidade, todas estas fontes de informações nos apresentam um cenário de fim de uma era para o ano de 2012. Mas o que cada um de nós espera realmente no seu íntimo? Um fim destrutivo e de total aniquilação da raça humana? Penso que não. Não da forma que o medo histórico contido na alma dos seres terrenos nos apresenta. Todas estas interpretações de uma extinção da vida já foram esperadas por várias décadas e séculos passados, e nada acabou ou se extinguiu. A vida, como a conhecemos, mudou muito é verdade, através dos tempos e muita coisa morreu e foi destruída. Culturas foram aniquiladas, tribos exterminadas, espécies inteiras de animais foram extintos, mas a raça humana continua a caminhar e se tem alguém, responsável, por este fim, até hoje, fomos nós mesmos os culpados, por toda a destruição, ruína de culturas e fim de espécies. Então devemos analisar muito bem os dados de “calendários” de civilizações antigas, pois estes podem ter previsto, pela própria evolução daqueles povos, em sua época, que o fim, através do andar da carruagem, seria iminente diante da evolução, do progresso e do próprio espírito natural e guerreiro do ser humano através dos tempos. Tudo pode ter sido visto numa espécie de projeção evolutiva de seres mais evoluídos dentro daquelas sociedades do passado.

Maias, Astecas, Hopis e depois mais adiante, Nostradamus, Leonardo da Vinci, e a própria Bíblia citam o fim dos tempos como um cenário inevitável do futuro, mas o que é o fim realmente? Muitas vezes em nossa vida, simples mudanças, que para alguns não passam de fases ruins, para outros é o fim. Então afinal como devemos interpretar o que esta sendo visto para 2012? Um fim o uma mudança?

Bem meus amigos e meus queridos leitores, na minha humilde forma de ver e interpretar tudo isto, hoje, mesmo após diversos contatos, com entidades e seres que dizem se originar de outro lugar (não pensem que não questiono tudo isto), posso dizer a vocês que haverão mudanças sim, haverá morte, haverá catástrofes, mas isto sempre aconteceu ao longo da história da Terra. E até hoje continuamos aqui, crescendo, evoluindo, aprendendo, amando e procriando para continuarmos deixando nossos traços através da história. O que vejo pela frente é algo belo, maravilhoso, que mesmo embaçado, isto sim, por eventos que ainda acontecerão, tudo em breve vai mudar, numa escala global, porque o homem vai evoluir para um novo estágio. As pessoas terão que se ajustar a estas mudanças, pois nossa energia vibracional vai ser diferente. Vamos ver o mundo de uma forma diferente e ele irá nos impor novas regras para vivermos, ainda que de forma diferente, aqui neste oásis azul que os Deuses, um dia, nos deixaram para crescer. Não devemos é ver todo e qualquer sinal, como o fim de tudo isso, devemos deixar estes sinais se tornarem inteligíveis, compreendidos, para que possamos saber como lidar com as mudanças, sejam elas energéticas estruturais ou principalmente espirituais.

Diante disto, não vamos destruir, para a visão de nossos filhos, e até mesmo para a nossa, o que ainda não foi destruído. Não vamos ruir antes da hora o que ainda se sustenta de forma real e palpável. Vamos viver da melhor forma que pudermos, construindo, cuidando, amando, reproduzindo e trabalhando a luz que existe dentro de nós e de nossas crianças, sementes nossas, que tenho certeza, ninguém de nós quer ver destruída. Vamos analisar as mensagens, vamos nos preparar para as mudanças, mas não vamos destruir e dar fim naquilo que ainda nos sustenta e nos faz sobreviver com espécie inteligente, que é a esperança de sempre melhorar.

O Projeto Quartzo Azul, muitas vezes já foi criticado, por informar sobre tempestades solares, terremotos e até mesmo sobre as mensagens canalizadas por mim e por outros do projeto. Não temos o intuito de assustar, de impor medo nas pessoas, que aqui buscam informação. Nosso propósito é informar o que acontece no mundo da forma mais racional e científica, possível – anexando a isto visões e mensagens que até eu mesmo, muitas vezes não compreendo, mas que não quero deixar de compartilhar, pois estaria sendo egoísta se fizesse isto.

O que quero deixar claro é que aqui, buscamos luz, buscamos a vida, buscamos a esperança de um dia melhor, seja este dia, aqui ou em qualquer lugar do universo. Queremos amar e ser amados, sermos felizes, ter e poder compartilhar a palavra e a sabedoria adquirida com troca de idéias e pessoas que deste projeto e de nossa vida fazem parte. Queremos dar esperanças para nós e para nossos filhos, e não mostrar um mundo que ao chegar num determinado momento do “calendário” convencionado pelo homem, ruirão as estruturas do mundo e transformará o que é belo e regado de esperança em pó. Devemos olhar sim para os sinais, para as mensagens e todas as interpretações vindas do cosmos, mas devemos alimentar em nós cada vez mais a esperança de que tudo será para melhor e que as mudanças em nosso interior e a luz que estamos recebendo, tenho certeza fará deste, um mundo muito melhor.

Fiquem Bem



Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

Filamentos Solares – Silenciosos e Perigosos

Nesta imagem espetacular, conseguida por Robert Arnold, podemos 
observar o sol sendo cruzado por imensos filamentos magnéticos e nuvens de plasma.

Com mais de meia dúzia de pontos espalhados por todo a face do sol, o número de manchas solares é muito alto.  

 Manchas Solares - crédito: Spaceweather.com

No entanto, a atividade solar continua a ser baixa. Nenhuma das chamadas "regiões ativas" do sol estão realmente produzindo "flares". O escape solar dos filamentos, entretanto, nos apresenta uma imagem silenciosa e bela. Em 22 de novembro, Robert Arnold conseguiu estas fantásticas imagens, direto de seu observatório particular na Ilha de Skye, na Escócia.
 
Normalmente, com o aparecimento destes filamentos imensos, podem através de alterações de campo magnético da coroa solar, originar fortes explosões solares e ejeções de massa coronal, entretanto, até o momento o sol parece estar calmo e silencioso.


Fonte: Spaceweather.com 
Crédito de imagem (Superior da postagem): Robert Arnold

Tradução e adaptação de segmentos de texto: Gério Ganimedes 
Direitos Reservados de Tradução e Adaptação de Texto – Projeto Quartzo Azul©©

As Diferentes Formas de Receber as Mensagens

Salão da Terra: Uma sala impressionante construída
na 'sobrenatural' visão de seu criador


Itália - Templos Secretos Escondidos debaixo da Rocha

Templos secretos de uma excentricidade e paranormalidade impressionantes estão escondidos abaixo do solo. Seriam estes templos belíssimos, a Oitava Maravilha do Mundo?

Escondidos no sopé dos Alpes, ao norte da Itália, a trinta quilômetros da antiga cidade de Turim, obras de uma beleza incomum, estão secretamente escondidas no vale de Valchiusella. O local é salpicado com pequenas aldeias medievais, o cenário é certamente uma encosta pitoresca, mas é nas profundezas do subsolo, enterrados na antiga rocha, que estão escondidas as maiores maravilhas da região.

As decorações da janela tem um tema de vitrais de igreja

Neste local, trinta metros abaixo da terra e escondido da opinião pública, encontra-se um segredo surpreendente, que tem levado a comparações, com a cidade perdida de Atlantis e tem sido apelidado de "A Oitava Maravilha do Mundo" pelo governo italiano.

  A cúpula de vidro gigante do Salão dos Espelhos

Tecendo seu caminho por baixo da encosta, nove templos ornamentados, em cinco níveis, cuja escala e opulência são de tirar o fôlego. Construídos como um livro tridimensional, narrando a história da humanidade, elas estão ligadas por centenas de metros de túneis ricamente decorados e ocupam quase 8.500 metros cúbicos.

  Tempo do Jogo: As crianças parecem felizes no ambiente 
incrível e poucos receberam permissão para ver estas maravilhas.

Na verdade, o governo italiano não estava mesmo ciente de sua existência até alguns anos atrás, mas os "templos de Damanhur" não são o grande legado de uma civilização há muito perdida, eles são o trabalho de um corretor de seguros de 57 anos do norte da Itália, que, inspirado por uma visão de sua infância, começou a escavar na rocha.

Tudo começou no início dos anos sessenta, quando Oberto Airaudi estava com dez anos. Desde cedo, ele alega ter visões experientes do que ele acreditava ser uma vida passada, em que havia templos incríveis. Em torno destes sonhos vivia uma comunidade altamente evoluída, que desfrutou de uma existência idílica em que todas as pessoas trabalhavam para o bem comum.

Mais estranhamente ainda, Oberto parecia ter tido uma habilidade sobrenatural: o dom da "visão remota" - a capacidade de viajar em sua mente, para descrever em detalhes o conteúdo de qualquer edifício.

Meu objetivo, era recriar os templos de minhas visões”, diz ele.

Oberto - que prefere usar o nome de “Falco” - começou por cavar um buraco abaixo da casa de seus pais, para compreender totalmente os princípios da escavação.

 
Câmara dos segredos: Abaixo desta casa é o templo Damanhurian que é um dos maiores complexos de templos em todo o mundo, mas foi só quando ele começou uma carreira bem sucedida como um corretor de seguros que ele começou a procurar o local perfeito.

Em 1977, ele escolheu uma encosta remota onde se sentia que a rocha, iria sustentar as estruturas que ele tinha em mente para construir.

A casa foi construída na encosta e Falco foi morar com vários amigos que compartilhavam sua visão. Utilizando martelos e picaretas, eles começaram a cavar para criar seus templos de Damanhur - com o nome da Cidade significado antigo templo egípcio subterrâneos da Luz - em agosto de 1978.

Sem que uma permissão de planejamento, tivesse sido concedida, ele decidiu compartilhar suas idéias e esquemas de construção somente com povo local.

Voluntários de varias localidades se reuniram e trabalharam em turnos de quatro horas durante 16 anos sem planos, plantas específicas formais, nada além dos esboços das visões de Falco, incluindo tambem seu esquema de financiamento através da criação de pequenas empresas para servir a comunidade local. Em 1991, várias das nove câmaras foram quase completadas com murais impressionantes, mosaicos, estátuas, portas secretas e vitrais, entretanto o tempo estava a esgotar-se no segredo.

A primeira vez que a polícia chegou ao local sob o mandato de uma suposta evasão fiscal ainda não tinha descoberto os templos, mas um ano depois, a polícia fez os trabalhos serem interrompidos, exigindo: “Mostre-nos esses templos ou vamos dinamitar o morro inteiro”.

Falco e seus colegas, cumpriram a ordem e abriram a porta secreta para revelar o que havia embaixo. Três policiais do Ministério Público entraram hesitantes, mas como eles, tiveram que inclinar-se para entrar no primeiro templo no Salão da Terra - seus queixos caíram. Dentro havia uma câmara circular medindo oito metros de diâmetro.

 
Pinturas egípcias: a arte Damanhurian é muito influenciada 
pelos Egípcios e Celtas

Salão das Esferas
 
Uma coluna central esculpida, representando um homem e uma mulher em três dimensões, apoiando um teto de vidro primorosamente pintado. O grupo surpreendeu-se e circulando o local encontrou colunas esculpidas cobertas com folhas de ouro.  As colunas tem mais de oito metros de altura. Atordoados com o que haviam encontrado, as autoridades decidiram aproveitar os templos em nome do governo.

Arquitetura impecável dos corredores 
que interligam os salões 

“No momento em que eles tinham visto todas as câmaras, nos disseram para continuar com as obras de arte, mas para cessar a construção, já que não tinha sido concedida uma permissão de planeamento”, disse Ananas Esperide, que escreveu um novo livro chamadoDamanhur, templos da humanidade”.

Uma Permissão retrospectiva foi finalmente concedida e hoje o 'Damanhurians' até tem sua própria universidade, escolas, supermercados orgânicos, vinhas, quintas, padarias e casas ecológicas e apesar de seus templos se tornaram o foco para meditação em grupo, eles não o adoram como um lider espiritual.

“Eles são para lembrar as pessoas que todos nós somos capazes de muito mais do que imaginamos e que tesouros escondidos podem ser encontradas dentro de cada um de nós uma vez que você sabe como acessá-los”, diz Falco.

 Este salão nos trás uma sensação clássica grega


Fonte: Daily Mail – UK 
Leia a notícia em inglês AQUI 
Fotos/crédito: Daily Mail - UK


Comentário do Autor

"Somos um rádio cósmico, de varias bandas de frequência, basta um acerto no sintonizador, que canalizamos uma estação, e a partir dela, transmitimos aquilo que nos é passado pelo tempo, pelos seres ou pelo espaço".  


Gério Ganimedes

Tradução e adaptação de texto e medidas: Gério Ganimedes
Colaboração: Emelee
Direitos Reservados de tradução e adaptação - Projeto Quartzo Azul ©©

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...