quinta-feira, 7 de maio de 2015

Ação e Reação Astronômica

Nibiru? Agosto de 2011

Por Gério Ganimedes


Um mundo que parece agonizar, mas que seus habitantes preferem ignorar seu chamado de socorro. Estamos diante de um “Armagedon”, no entanto o homem prefere limitar seus sentidos, diante da gravidade da situação. Ciclones, tornados, “trombas de água”, terremotos de alta intensidade, erupções vulcânicas, tempestades, inundações, clima extremo e uma seqüência de acontecimentos climáticos que mais parecem saltar de obras de ficção da sétima arte. O que está acontecendo com nosso planeta? Que força catalisadora acelera nosso fim?


Primeira observação do astro misterioso
Por Gério Ganimedes em 2011

Nibiru? Que Sistema planetário será este, que se desloca e que foi captado pelo telescópio do Projeto Quartzo Azul na constelação de Ophiuchus ou Serpentário?

O ser humano parece ter adotado uma situação cômoda de desligar seus sentidos. Penso que a grande maioria prefere fechar os olhos, tampar os ouvidos e negar seu sexto sentido, para não ver o que de muito grave está acontecendo com nosso mundo. Não estamos querendo ser sensacionalistas, nem mesmo, como alguns leitores comentam ser mensageiros do apocalipse. Estamos sendo muito pelo contrário, realistas e coerentes com a situação planetária atual. Os noticiários estão repletos de eventos climáticos extremos, mesmo os “especialistas” afirmando que tudo está dentro da zona de conforto e normalidade, no entanto pergunto: Os fatos noticiados na atualidade têm um histórico normal? Tornado de intensidade F3 em Xanxerê estado de Santa Catarina, tromba d’água no rio Amazonas – cidade de Parintins, mini tornado em Mosoró – Rio Grande do Norte, Vulcão com fortes erupções no Chile e terremotos no Nepal, causando morte de milhares de habitantes. O planeta está reagindo de maneira anômala a alguma força catalisadora externa. O núcleo do planeta parece perceber campos energéticos externos sendo alterados. A magnetosfera da Terra (escudo formado pelo campo magnético que protege nosso planeta) está de alguma maneira, rendendo suas forças, seja por ação contínua da ação das fortes explosões solares do passado período de máximo solar ou pela aproximação de um agente cósmico extraterrestre. A Terra parece reagir a algum tipo de agente invasor.

 Tornados atacam locais, onde antes, nunca se formavam!
Fortes ventos deixaram rastro de destruição em Xanxerê - Santa Catarina / Brasil
 (Foto: Reprodução/RBS TV)

Acompanhamos há muito tempo os alertas das teorias ditas como conspiratórias, no entanto, sabemos com base em observação astronômica, que temos algo no firmamento que se aproxima de nosso mundo e que mudará a vida como conhecemos. 



Em antigas postagens nossos leitores viram que detectamos através de telescópio com sensibilidade de alta magnitude, um corpo celeste de características semelhantes, aos antigos registros históricos de um astro errante “cuneiformizado” no barro pelos sumérios e que já ganhou vários nomes, mas que nós do PQA, continuamos chamando de Nibiru (planeta) e seu pseudo-sol ou anã marrom. Na verdade um pseudo-sistema completo, que vaga pelo universo e que a cada 3.650 anos, respeitando uma órbita constante, se aproxima do nosso sistema solar pelo eixo eclíptico.

Terremoto Destruidor no Nepal

A Terra como um gigantesco “ser vivo”, é dotada de um sentido especial, que pode estar percebendo a presença de uma força externa ou agente ameaçador extraterrestre. Partindo deste ângulo de visão, podemos começar a compreender o porquê nossa crosta terrestre está reagindo. Nossa atmosfera pode ser comparada com um intrincado sistema circulatório e o clima é parte deste sistema assim como toda a crosta e magma terrestre ligado ao núcleo do planeta. Para toda ação existe uma reação ou ação contrária de mesma intensidade. Nosso planeta e todos os seres que nele habitam e interagem parecem estar sentido estas mudanças, que não são de agora, mas que já, há algum tempo estão agindo. Antes eram discretas, entretanto atualmente demonstram agressividade e constância. As variáveis estão atingindo valores exponenciais e crescem em progressão geométrica. O que enfrentaremos em breve? Um planeta em fúria? Igualmente como outros planetas de nosso sistema? Intensas tempestades na superfície de Saturno e Júpiter já foram detectados por astrônomos, mas isso parece ser apenas o início das grandes mudanças. Porque não há mais como “tapar o sol com peneira”, exceto se você escolher desligar todos seus sentidos diante dos fatos que estão sendo apresentados diante dos últimos eventos climáticos e geológicos.
   
Texto e fotos: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

Gério Ganimedes
 Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

10 comentários:

  1. Que seja bem vindo e limpe toda essa sujeira em que vivemos,,,,
    Amém!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Acho que a nasa ja detectou esse corpo celeste , so não divulgão para a midia porque sabe que geraria panico nas pessoas ,agora resta saber quando ele ficara visivel a olho nu nos quatro cantos do planeta..

    ResponderExcluir
  3. A neutron star class propeller (Typhon) is approaching Earth. http://isi-2025.blogspot.ru/2011/04/blog-post_12.html

    ResponderExcluir
  4. PARTILHO REFLEXÃO IMPORTANTE DE ALINE- Eliane Maciel – SOBRE OS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS MUNDIAIS E NÓS MESMOS! https://www.youtube.com/watch?v=Ozy5aZ6Qp2c&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  5. Realmente muitas coisas estranhas andam acontecendo ultimamente na Terra...

    ResponderExcluir
  6. Deus esta acordando, ele esteve dormente em um corpo humano, isto é o resultado de seu contentamento com nos.

    ResponderExcluir
  7. é nessas horas que damos conta que samos pequenos!!!!

    ResponderExcluir
  8. é nessas horas que damos conta que somos pequenos !!!

    ResponderExcluir
  9. É nessas horas que damos conta que nos somos pequenos!!!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...