domingo, 23 de agosto de 2015

A Terceira Visão – Artistas Revelam Segredos Ancestrais em Suas Obras




Por Gério Ganimedes       

Quando observamos e viajamos mentalmente, durante o vislumbre de uma obra de arte impecável e que reverbera uma sensação de viagem temporal, tentamos na verdade, atravessar as barreiras do consciente e subconsciente do criador da arte – o artista no real estado da arte. Nem sempre o criador da obra divaga durante sua concepção, traço, cor, modelagem ou composição, muitas vezes ele revela o que domina seus mais íntimos pensamentos e memórias armazenadas. Traduzir conceitos ínfimos de uma idéia transcendente de conhecimento, perfeccionismo e agregação de conceitos de mecânica filosófica é um estágio difícil de atingir na arte, contudo existem gênios desta categoria de expressão. Arnaldo Pomodoro é um destes gênios da criação que causam impacto visual aqueles que têm o privilégio de contemplar suas obras. Pomodoro é um escultor italiano nascido em Morciano – Itália. Em sua obra, Esfera com Esfera localizada no pátio da La Pina de Santa Sé (Vaticano) o escultor italiano, parece ter nos mostrado muito mais de que uma belíssima e impecável criação metálica. A obra de Pomodoro atinge níveis conceituais ancestrais ligando a criatividade memorial a um evento do passado da Terra. Não precisamos elucubrar muito para perceber que não só esta, mas todas as criações deste magnífico artista plástico nos deslocam no tempo e reflete em suas idéias o que todos nós, de alguma maneira transportamos em nosso DNA. O conhecimento transcendente de nossa criação extraterrestre. Descendemos das estrelas e isso é inquestionável.


Nibiru o planeta concebido com Ouro, visitante cíclico de 3.600 anos planetários, o mítico e discutido Planeta X, e o paradoxal e mal interpretado Hercólubus o gigante vermelho ejetado de nosso sistema solar, todos estes são nomes de corpos celestes hipotéticos ou míticos, que mais tangem o “horizonte fantasioso” das entrelinhas conspiratórias da mente humana, e que foram absorvidos por nossas mentes através das obras de escritores que estudaram um caminho histórico remoto, mas possível, da história do homem sobre a Terra. Será que são tão míticos assim? Diferente do que pensam as mentes céticas estes registros e estudos devem ser respeitados. A cultura suméria, babilônica, celta, egípcia, e toda uma gama de aspectos culturais e religiosos que encharcam nossas premissas educacionais e culturais na análise histórica, plantaram alguma semente em nosso subconsciente alienígena, que brotou, cresceu e hoje desenvolvida e adulta, questiona, pesquisa, compila e compara. Então, porque não acreditar nestes impérios antigos e suas conexões com seres celestiais supremos e detentores de poderes, de uma inteligência cósmica universal e quem sabe podem revelar o “Santo Graal” ou a “Arca da Aliança” do conhecimento de nossas entranhas espirituais ou âmago de nossa origem?



Pense em nossa vida como um córrego que atravessa geleiras, montanhas, vales e acabam por secar num deserto. Nossa história é fossilizada pela dúvida de quem nos criou e esteve aqui para seguir nossos primeiros passos. Podemos ter sido escravos, colaboradores ou aliados a estas raças extraterrestres que aqui estiveram. Nosso espírito está mergulhado nestas lembranças ancestrais. Somos herdeiros destes viajantes do universo. Artistas, escritores, pensadores, cientistas e filósofos contêm em suas mentes, gravado em seus “elétrons pensantes”, memórias deste passado verdadeiro e que aponta como uma bússola para o norte do que está por vir. Não somos o único astro vitimado deste imenso universo.  Todos interagem e deslocam-se em sua caminhada errante pela galáxia. O que temos que começar a aprender é interpretar aqueles que de alguma forma tem o dom divino de transmitirem mensagens, sem maldade, sem qualquer cobrança, apenas tentando dizer que sabem, mesmo que de forma inconsciente.

Fiquem bem

Texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes e Abreu 

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar às anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

sábado, 22 de agosto de 2015

Em Busca do Poder da Criação de Deus o Homem Destruirá o Planeta e o Equilíbrio do Universo


Por Gério Ganimedes

O homem desde que iniciou sua caminhada através das colunas acadêmicas da física tem buscado incessantemente a fonte de energia que o criou. A idéia de chegar à partícula “celestial” ou como é conhecida hoje, “Partícula de Deus”, partiu de Petter Higgs em 1966 (Bóson de Higgs). O Grande Colisor de Hádrons (LHC) do CERN deverá recriar as condições existentes nos instantes iniciais de criação do universo, a grande explosão que teria criado toda a vida no universo, mas esta jornada parece estar cercada de mistérios e percalços. Logo que foi ativado o acelerador ou colisor de partículas do CERN o equipamento sofreu uma ruptura na estrutura que causou à interrupção dos experimentos. O dano foi causado pelo vazamento de gás hélio utilizado para manter os supercondutores em temperaturas criogênicas (temperaturas bem abaixo de zero na escala Celsius). Estaria a ciência, sendo freada ou sabotada por alguma inteligência superior para que não aconteça algo de muito grave?

Detalhe do acidente no LHC
logo após sua inicialização

Penso que manipular forças desconhecidas com engenharias ainda repletas de falhas pode nos conduzir por um caminho sem volta. Unir universos, destruir dimensões, abrir canais de comunicação que não devem ser abertos e criar forças sob as quais não teremos controle. Este é um caminho sem volta. A sétima arte, mesmo que sutilmente, tenta nos transmitir através dos filmes de ficção, com uma linguagem subliminar, alertas ou dicas de comportamento dentro das áreas científicas, para não avançarmos descontroladamente por regiões de forças incontroláveis e atitudes irreversíveis. A ciência ainda é falha e muito limitada dentro do conhecimento humano, portanto tentar controlar algo que ainda nem é conhecido, é como querer domesticar um tigre desde pequeno pensando que com a “técnica humana” controlaremos seu instinto criado naturalmente para ser selvagem. Assim são as forças do universo, selvagens, incompreensíveis e por hora muito além do horizonte da inteligência do homem. Tentar criar, forçar algo, apenas por capricho para dizer que somos tão grande como Deus, é algo perigoso. O risco de fazer experiências com partículas de energia, com uma engenharia sujeita à falhas poderá criar EVENTOS DESCONHECIDOS E INCONTROLÁVEIS.



No filme Homem Aranha II a história mostra justamente sobre o que pode acontecer quando realizamos experimentos com engenharias que manipulam forças desconhecidas. Um cientista cria uma partícula de energia, como se fosse um pequeno sol, mas foge do seu controle, e por falhas no equipamento, acaba se tornando uma energia destruidora, que absorve tudo a sua volta, crescendo e devorando a matéria e até a luz, como um buraco negro. É claro que é ficção, no entanto a mensagem que foi transmitida foi bem clara. Não devemos deixar a ganância e o poder sair do controle sob nossas idéias e criações.  Partindo-se desta ótica, e com a preocupação do Vaticano, tendo acesso às informações técnico-científicas sobre este projeto do CERN, sua santidade o Papa Francisco já deu seu recado sobre o que pensa sobre os passos do homem nesta direção. De acordo com o portal worldnewsdailyreport o Papa teria implorado a comunidade científica para suspender as operações no Large Hadron Collider (LHC-CERN) em um comunicado oficial do Vaticano. 

Através da minha janela de observação, mesmo atrás de minha visão limitada, pelos recursos de pesquisa que disponho atualmente, vejo esta aventura humana por uma ótica que apresenta a manifestação e ambição destes cientistas, como “crianças eufóricas brincando com fogos de artifício em volta da fogueira”, e que no rolar das pedras, vão acabar por se queimar e à noite urinar na cama quando descobrirem que o que fizeram não tem mais com desfazer. Segundo Stephen Hawking níveis energéticos muito elevados da partícula criada podem torná-la instável. Esse processo causaria uma decadência catastrófica do vácuo, o que levaria a um colapso do espaço e do tempo, ou seja, poderíamos causar um colapso no universo que conhecemos. Agora, agregando teorias de mestres e visionários da ciência moderna, fórmulas de cientistas de consideração internacional e visões filosóficas e religiosas, temos para esta equação um resultado nada promissor. Aperte o cinto, segure-se na cadeira e prepare-se para velocidade de dobra espacial, pois podemos estar prestes a ultrapassar a última fronteira não tendo o capitão James T. Kirk no controle da Enterprise  – se vamos sobreviver? Só saberemos depois que os senhores da ciência, brincando de deuses, apertarem o botão vermelho.

Fiquem bem!

Texto e edição de imagens: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar as anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

A Conexão Secreta Nióbio x OVNIS - A Farsa da Operação Prato


Imagem meramente ilustrativa / Edição: Gério Ganimedes
Década de 70 – Misteriosas luzes na Floresta do
Município de Colares / Pará - Brasil

Por Gério Ganimedes


A Operação Prato, conhecido incidente do meio ufológico brasileiro, não passou de um plano governamental para ocultar a evasão de divisas do minério (nióbio) que enriqueceu empresas e membros do governo brasileiro e contribuiu para projetos científicos secretos dos EUA e do CERN - Organização Europeia para Pesquisa Nuclear.

Uma floresta com fauna e flora abundantes, mas que também guarda um verdadeiro tesouro em jazidas minerais, em especial um minério de grande interesse “estrangeiro”. Há alguns anos pesquisando e trocando idéias com colaboradores, concluímos que o verdadeiro motivo, da grande preocupação dos EUA e alguns países europeus com nossa floresta amazônica, vai muito além da mata, rios e animais em extinção.  Durante esta caminhada, acumulamos dados para uma compilação de estudo no qual o resultado foi surpreendente e alarmante. Uma farsa escancarada, para encobrir os reais interesses das nações estrangeiras, com a nossa já depauperada floresta amazônica.  São segredos inimagináveis que envolvem o Nióbio, negociatas por baixo dos panos que favorecem até mesmo geradoras de sinal de TV. No Brasil estão localizadas aproximadamente 98% das jazidas deste minério com características especiais e objeto de cobiça. Elemento químico de símbolo [Nb] número atômico 41 (41 prótons e 41 elétrons) e massa atômica 92,9 u exige cuidados na manipulação. A poeira do nióbio pode irritar os olhos e a pele, e em algumas condições, apresenta risco de entrar em combustão. É um elemento químico de atração terrestre e quem sabe até "extraterrestre". Quantidades apreciáveis deste elemento são utilizadas em superligas, para fabricação de componentes de motores de jatos, propulsores de foguetes, e outras tecnologias que necessitem altas resistências à combustão (Acelerador de Hádrons do CERN). As agências científicas que mais tem contato com este elemento são a NASA e o CERN.

Pedaço do cabo supercondutor feito da liga metálica Nióbio-Titânio
Foto/Crédito: Swamibu (CC BY-NC 2.0) – Edição: Gério Ganimedes

Grande Colisor de Hádrons - Tecnologia construída 
com minério brasileiro - Alta concentração de nióbio e titânio
 
Na década de 70 (1977) um misterioso incidente ufológico ocorreu no pequeno município de Colares no estado do Pará / Brasil. Durante os sinistros acontecimentos, membros do exército foram mobilizados para a pequena cidade onde estavam acontecendo uma série de fatos estranhos. Objetos Voadores não Identificados, luzes azuis que sobrevoavam a região perseguindo os habitantes e soltando feixes de luz em homens e mulheres, que resultaram em ferimentos que deixaram cicatrizes de perfuração e queimadura na pele. As pessoas atingidas apresentaram sintomas de intoxicação radioativa. Segundo relatos dos profissionais de saúde envolvidos no atendimento das vítimas, o raio de luz drenou grande quantidade de sangue das mulheres que foram atacadas. Muitos dos avistamentos de OVNIS naquela região tiveram uma conexão com as atividades secretas de militares, governo e a cooperação do exército dos EUA aqui no Brasil e curiosamente numa região com certa proximidade das jazidas de cassiterita e nióbio. Muitos envolvidos na operação militar de Colares foram testemunhas oculares destas operações secretas e que acabaram por ser silenciadas por falarem demais. Se conectarmos os pontos de avistamentos que ocorrem no Brasil com a localização das principais jazidas de nióbio, encontraremos um grande número de coincidências. As aparições de OVNIS e casos de desaparecimentos e mortes misteriosas demonstram que este tipo de negociação com “estrangeiros” não pode ter testemunhas. Seja esta negociação terrena ou “extraterrena”, ou as duas em comum acordo, o que ocorre nestas “cirandas” de negociação é que muitos dos envolvidos no processo tornaram-se vítimas acidentais por não saberem do que se tratava e assustados acabaram pisando em território proibido, interferindo no fluxo clandestino, do processo de negociação do minério.


Um cubo de 1 cm3 de nióbio anodizado de alta pureza (99,95%) e cristais de nióbio de alta pureza (99,995%), feitos eletrolitamente, para efeito de comparação. "A poeira do Nióbio pode irritar os olhos e a pele, e em algumas condições, apresenta risco de entrar em combustão".

Os dados compilados e decupados mostram que foi a melhor maneira encontrada para afastar qualquer “agente de perturbação e especulação”. Sob o domínio do medo, uma população culturalmente limitada reage em silêncio, em meio ao terror que viveu. As luzes avistadas à noite, os estranhos desaparecimentos, as mutilações e até falso suicídio, são provas contundentes de uma operação de “evasão de divisas” que contou com ajuda “estrangeira”, envolvendo membros do governo e possivelmente, "ingenuamente", integrantes do exército brasileiro. Até hoje este elemento químico continua sob o manto secreto governamental. Supostos envolvidos nas operações já apareceram em troca de comunicação digital desde o incidente Wikileaks e mais recentemente no incidente Snowden, mas “em águas infestadas de tubarões brancos é perigoso nadar, por isso o assunto acaba sempre se dissipando na maré”.  A rede da conexão nióbio é muito maior do que imaginamos, e o que envolver a floresta amazônica, Araxá (Minas Gerais), e outras regiões das fronteiras norte do Brasil, vai muito além de apenas movimentos naturalistas de preocupação com o meio ambiente, desmatamento ou enfraquecimento do “pulmão do mundo”.

Fiquem bem

“Só aviso aos tubarões, que estou usando roupa com malha de aço...E para bom entendedor meia palavra basta!”

Texto e pesquisa: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

OS OVNIS QUE A NASA NÃO ENXERGA

 Foto/Crédito: NASA

Por Gério Ganimedes


Desde jovem sempre tive uma grande fascinação por ilustrações de nosso planeta, e a partir do momento que a Terra começou a ser fotografada do espaço pelas missões espaciais, criei um banco de imagens com fotografias de nosso mundo. Mais recentemente, quando os astronautas da Estação Espacial Internacional começaram a tirar fotografias da Terra de todas em situações inusitadas, passei a observar ainda mais os detalhes destas exposições fotográficas. Ontem durante uma observação despretensiosa, de uma foto capturada por um dos astronautas da NASA em órbita da Terra na ISS (Estação Espacial Internacional), encontrei um objeto no mínimo suspeito, escondido em meio às nuvens e que possui características de um objeto sólido com um formato já conhecido dos ufólogos – um OVNI cilíndrico branco. Observe a foto abaixo com edição para destacar o OVNI em análise. Com estes novos “olhos remotos” no espaço ganhamos um novo aliado em nossa busca. Percebe-se, em alguns casos, que a agência espacial americana, torna-se ingênua, deixando passar detalhes pequenos, talvez pela grande quantidade de material que precisa ser censurado antes da divulgação pública. Nesta foto escapou mais um!


OVNI com formato cilíndrico ou de "charuto"


Objeto voador não identificado é visto em Iaçu / Bahia
8 de agosto de 2014
Foto/Crédito: Angelica Lopes


Edição com ampliação: Gério Ganimedes

Fiquem bem!

Texto e edição de imagem: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar as anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Os Extraterrestres que Estão entre Nós



Por Gério Ganimedes

De qual mundo eles vêm? Desde quando estão aqui? A verdade é que não estamos sozinhos, e a humanidade deveria compreender essa miscigenação de raças cósmicas. Alguém já se perguntou por que as escrituras sagradas introduziram a ideia codificada da “Torre de Babel”? Trata-se de espécies humanoides inteligentes coabitando o mesmo mundo. A cor da pele, a estatura, o formato dos olhos, a cor e textura do cabelo. Nosso mundo foi semeado por uma explosão de Ácido Desoxirribonucleico. Eles cresceram, reproduziram-se, geraram herdeiros de um DNA extraterrestre, que atualmente cruza por nós nas ruas, nos shoppings, nas feiras, nos aeroportos, em todos os lugares. Agem normalmente como humanos, entretanto a maneira como reagem ou se vestem, revela que necessitam de proteção frente à radiação nociva emitida por nossa estrela e ou a poluição que a raça humana causa ao planeta. Já perceberam que ultimamente surgiu por todo mundo uma classe de indivíduos que tem fobia a luz do sol, alguns apresentando alergias a radio freqüência e ao ar? Há duas semanas atrás presenciei uma cena bizarra de dois jovens de aproximadamente 19 anos, vestidos da mesma forma, como se fossem gêmeos. Eram claros, usavam um casaco com capuz, tinham pele muito clara, quase translúcida, caminhando no meio da multidão, em uma feira comum de frutas e verduras. Pareciam eufóricos ao ver tantas espécies vegetais comestíveis sendo comercializadas. Estão rindo? Pensando que o Gério enlouqueceu de vez? Não. O assunto é sério e não trataria este conteúdo importante de forma deturpada e alucinógena para meus leitores, se eu não tivesse embasamento e pesquisas contundentes. Apenas observem mais atentamente, e logo perceberão que não estamos mais vivendo numa sociedade restritamente “humana”.  

Giordano Bruno - Segredos e Ideias 
Revolucionárias
Nasceu em Nola (perto de Nápoles), em 1548, e morreu em Roma em 17 de fevereiro de 1600.
Eles já estão aqui há muito tempo e estamos convivendo com estes “observadores de outros mundos”.  Em épocas remotas da história humana, estes observadores destacavam-se como alquimistas, videntes, bruxos, ou personalidades que detinham o conhecimento da engenharia, química, física, astronomia, astrologia, além de ter o poder de interpretar os sonhos e os aspectos mais profundos de funcionamento do cérebro humano. Escreveram profecias codificadas de um tempo vindouro por terem conhecimento do tempo. Hoje percebemos que nada mudou na escala da evolução humana, e "eles" também. Eles continuam aqui, escondidos nas sombras, como os lendários vampiros ou outras criaturas da noite e viajantes do tempo, eles são parte de nosso mundo e nele se escondem, acima ou debaixo da terra. Intra-terrenos, extraterrestres, todos coabitam. O que está para acontecer, o esperado dia da revelação ou dia do contato, é apenas parte de um plano de controle evolutivo programado pelos “Deuses”. Quando "eles" se mostrarem para a humanidade, e chegarem para ficar, será como já aconteceu num passado remoto, para os Incas, Maias, Egípcios, Sumérios e outros povos que nem sequer ainda temos conhecimento de sua existência. Perguntamos seguidamente, porque até agora não mostraram sua presença ou deram as caras oficialmente? Porque hoje, diferente do passado, somos uma raça destrutiva, competitiva e ameaçadora, contudo, mesmo diante deste fator ameaçador, acontecerá como já aconteceu antes. Um planeta imenso com áreas de grande possibilidade de vida, só vem a corroborar e permitir com que raças híbridas possam ser inseridas secretamente entre nós.


Há quinze anos atrás cientistas da Universidade da Califórnia liderados pelo professor Jonathan Malkisom realizaram uma conferência de imprensa durante a qual relataram que representantes de civilizações extraterrestres têm estado há muito tempo entre os seres humanos e teriam adotado a aparência humana para acompanhar de perto cada movimento nosso.

Não pensem que os escalões mais secretos dos governos não sabem disso. Somos observados, analisados, estudados e manipulados. As abduções só comprovam que não temos o "total livre arbítrio" sobre nossa existência neste mundo. Desculpem-me a expressão, mas diante deste quadro de controle e manipulação, somos “vermes numa cepa de gelatina laboratorial”, sendo analisados para que "eles" entendam como nos desenvolvemos ou sofremos mutações. Qual será o próximo passo, destes seres que aqui já vivem por gerações? Vai depender de como tratamos o meio em que vivemos. Qualquer movimento no sentido de destruir o meio em que nos desenvolvemos, quaisquer atitudes na direção da destruição, seremos freados por nossos criadores e tutores extraterrestres, e lembre-se os “fiscais extraterrestres” caminham entre nós.

Fiquem bem

Texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar as anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

Sonhos Alienígenas – Quando nosso Subconsciente Torna-se Protagonista e Escravo de Uma Experiência Real de Abdução



Por Gério Ganimedes

Por mais de dez anos tenho pesquisado e analisado os testemunhos e depoimentos de contatados ou “supostos” raptados. Experiências com seres e ambientes alienígenas, planetas, naves e aliens contados como sonhos, mas que na verdade, apresentam um grau de detalhamento científico e biológico tão minucioso, que tais eventos ultrapassam o mundo da fantasia (o que para os psicólogos e psiquiatras são apenas problemas mentais) e dos sonhos, rumo a uma plataforma de experiências reais de abduções ou sequestro Alienígena, narradas com sensações e até mesmo com “marcas fisiológicas”, que se tornaram base para um enunciado atual, que constroem uma espécie de “fórmula” para um Contato Extraterrestre de Quarto Grau. Estas manifestações Alienígenas ou contatos extraterrestres são construídos através do somatório de eventos que parecem acontecer diariamente em todas as partes do planeta, seja com crianças, adolescentes, mas principalmente com adultos. Sonhos alienígenas, pesadelos extraterrestres, ou experiências reais de contato com raças alienígenas extremamente inteligentes?


Cena de Intruders de 1992
Créditos: Dan Curtis Productions, CBS Entertainment Production, Osiris Films

Quem contou corajosamente suas experiências alienígenas, sejam estas, vistas como “sonho” ou estado desconhecido, inconsciente mental, não parecia narrar ou descrever apenas sonhos ou pesadelos, muito pelo contrário, demonstraram que os principais “protagonistas” de suas experiências, tinham características que convergem para uma espécie ou raça única. Seres magros, de pele acinzentada, cabeça grande e olhos negros, hipnóticos e aterrorizantes, interferiram diretamente em sua consciência e em seus corpos, tornando-os verdadeiras cobaias vivas. É difícil, talvez, para a comunidade cética, acreditar nestas experiências, entretanto elas cresceram no decorrer das últimas cinco décadas em progressão geométrica. Não pense que quem vive este tipo de evento sente-se bem e com vontade de contar ao mundo, portanto, qual a razão ou o intuito de milhares de testemunhas narrarem suas experiências com estes seres de origem desconhecida que trazem um traço comum de aparência física e arquitetura de localização? Desde curas milagrosas, até sessões de tortura, com a introdução de instrumentos cirúrgicos agressivos e sondas exploratórias com luzes e sons, em salas com total assepsia e alta tecnologia. Parece que “eles” adotaram à noite como período de operação. A hora deles atacar é durante o estágio de sono REM (é a fase do sono que sonhamos - Rapid Eye Movement ou Movimento Rápido dos Olhos) e as experiências vividas pelas “vítimas” demonstram que seus parceiros ficam entorpecidos ou anestesiados. Os “escolhidos” descrevem que em suas experiências, boas ou más, o companheiro de quarto ou cama não vê ou sente qualquer coisa, fica num estado de total hipnose. Estamos diante de eventos em que o escolhido não tem qualquer chance de escolha. Qual o real motivo deste contato ou monitoramento biológico?



Quem viveu tal experiência, não quer passar por ela novamente, no entanto, temos casos identificados em várias partes do planeta, que famílias inteiras, e seus descendentes continuam a viver boas, mas também más experiências, com estes seres que hora são anjos, hora são demônios. O que querem de nós? Somos parte de um plano cósmico como uma experiência, na qual nos colocam para "exame de desenvolvimento" numa lâmina de microscópio? Porque alguns sofrem tanto em suas experiências, e outros contam sobre imagens que causam sensações agradáveis e até de prazer? Quem são eles? Anjos ou demônios?   

Fiquem bem... E bons sonhos!

Texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

Agradecimentos especiais aos nossos leitores dos EUA e Canadá!
(Special thanks to our US and Canadian readers)

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar as anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

domingo, 16 de agosto de 2015

Sol - Três Dias de Forte Atividade

“É impossível conter o sopro quente deste dragão estelar”
Imagem - créditos: Gério Ganimedes

Por Gério Ganimedes

Entre os dias 14 e 16 de agosto de 2015 o sol apresentou erupções com níveis de alteração na alta magnetosfera de nosso planeta que ultrapassaram seis na escala KP. Nível KP - O gráfico que mede o nível de alteração magnética é atualizado a cada três horas. Os valores são obtidos através de magnetômetros na maior parte instalados nos EUA e Canadá. Estes coletam dados da intensidade do fluxo solar e as perturbações geradas na alta atmosfera da Terra. Quanto mais alto está o nível KP, maior é a radiação que atinge a Terra. Índices acima de seis já são suficientes para criar tempestades geomagnéticas violentas e causar danos a equipamentos como satélites e astronautas em órbita na Estação Espacial Internacional. 

Crédito: spaceweather.com

Filamento Solar Capturado pela NASA
Esta atividade repentina parece ter relação com a dilatação observada na corona solar e formação de buracos coronais (zonas onde o vento solar flui com mais intensidade) que apareceram no disco solar, este voltado diretamente para a Terra. Baseado no quadro de máximo solar de 2014 onde a atividade foi relativamente fraca, esta recente manifestação de nossa estrela parece estar sendo causada por algum tipo de força externa que está criando um desequilíbrio nas correntes de plasma da superfície solar. Estamos atentos e analisando os dados fornecidos pelo portal spacewether.com (Clima Espacial).

Créditos: http://www.n3kl.org/sun/noaa.html

Fiquem bem

Texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar as anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©



sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Terra – Prazo Esgotado

Crédito: Global Footprint Network


Por Gério Ganimedes


Durante 20 anos uma organização não governamental denominada Global Footprint Network e que está ligada diretamente a atos de conservação da natureza, compila e fazem cálculos com dados fornecidos pelas Nações Unidas para traçar o andar ecológico do homem sobre a Terra, a exploração dos recursos naturais através da ação do homem e a força de reação do planeta para restaurar-se e regenerar-se, renovando os seus recursos e absorvendo a sujeira que o homem joga no meio ambiente.  Com base nas informações recolhidas a Global Footprint determinou o dia em que a exploração humana ultrapassou a Biocapacidade da Terra. Em 13 de agosto 2015 o prazo esgotou-se.  A partir de hoje entramos na “reserva do tanque de combustível do planeta”. Daqui para frente parece não ter mais volta e pela análise de cientistas americanos que estudam o clima, com o avanço do fenômeno que ocorre no oceano Pacífico conhecido com El Niño à coisa vai ficar bem pior. A corrente do El Niño produz uma elevação nas temperaturas do Pacífico equatoriano que pode causar fortes chuvas e furacões em algumas partes do mundo e secas em outras.  O clima não caminha bem e estamos sentindo isso, literalmente na pele.

Animação produzida: 3DS Max 2010 e Maya 2009
Créditos: Gério Ganimedes

Fiquem bem!

Texto e vídeo: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar as anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

O Contato Extraterrestre Está Próximo?

 Cena extraída do vídeo da UNICEF - Chile
Créditos: UNICEF Assista ao vídeo AQUI

Por Gério Ganimedes

Se uma raça extraterrestre estiver próxima de um contato com a humanidade, podemos ter a certeza de que o processo de preparação dos governos mundiais e do Vaticano já está na fase final. Segundo informe publicado no portal do jornal inglês Daily Mail Science de setembro de 2010 as Nações Unidas já teriam escolhido uma embaixadora para assuntos extraterrestres. A senhora Mazlan Othman, astrofísica nascida na Malásia seria a encarregada de coordenar a resposta da humanidade para uma visita extraterrestre. Contudo, esta notícia foi desmentida pela ONU. (Veja AQUI). Cinco anos depois a Unicef apresenta um vídeo com um conteúdo no mínimo curioso, para talvez transmitir a ideia que em breve teremos “visitantes” vivendo entre nós, assim com a já foi inserida anteriormente esta ideia na série televisiva de 1989 – Alien Nation ou Missão Alien no Brasil, onde o ator James Caan protagonizou o Detetive Matthew Sikes, que lutava lado a lado com uma raça extraterrestre, inserida em nossa sociedade, combatendo o crime e a disseminação de uma droga alienígena entre usuários alienígenas e humanos, e agora mais recentemente no cinema através do filme de 2009 - Distrito 9.

James Caan protagoniza o Detetive Matthew Sikes
Créditos: American Entertainment Partners II L.P.
 e Twentieth Century Fox Film
Não vou permitir que a “ufologia do absurdo” contamine minhas idéias, através deste vídeo da UNICEF - Chile, entretanto, como pesquisador, penso ter o dever de destacar a mensagem subliminar contida neste vídeo. É uma produção no mínimo impecável e curiosa, onde se destaca principalmente, o protagonista ser um extraterrestre dotado de poderes especiais e incluído em nossa sociedade.


"Não perca a oportunidade de aceitar alguém diferente, não perca a oportunidade de que mudem sua vida".

Texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

 

AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar as anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Os OVNIS e a Estação Espacial Internacional

Os OVNIS visitam regularmente a ISS

Por Gério Ganimedes

Está acontecendo, há algum tempo, que nem todo observador da tecnologia espacial ou corpo celeste que se aproxima da Terra tem origem restritamente terrestre. A Estação Espacial Internacional desde que iniciou suas atividades científicas no espaço parece ter se tornado ponto de observação direto dos Objetos Voadores Não Identificados que circulam nossa atmosfera, e mais, “eles” parecem demonstrar que não estão nem um pouco preocupados por serem capturados em vídeo ou detectados pelos radares e outros instrumentos de detecção das agências espaciais administradas pelas superpotências. Por quê? Existe algum tipo de acordo ou lei de segurança entre governo e extraterrestres, para poderem circular livremente em nosso planeta? Nesta altura dos acontecimentos, penso que sim. No dia 3 de agosto de 2015, um outro OVNI foi visto pairando próximo da Estação Espacial Internacional (o registro do OVNI foi postado no Youtube pelo usuário: Streetcap1) e penso que a NASA não está nem um pouco preocupada com este tipo de “intrusão de sua zona espacial”. Acredito que muito além de nossa visão, tudo está caminhando de acordo com algum tipo de “tratado”. Por isso, não estão nem aí para o que é visto ou registrado por curiosos observadores. Regra básica de qualquer agência de aviação comercial, militar ou espacial: Negar, omitir, justificar e acobertar, mas em algum momento, algo vai dar errado,  e alguém “vai pisar nas fezes de um gato” e certamente a coisa vai feder, e talvez, “alguma cláusula do contrato extraterrestre” seja quebrada por parte desta classe científica que nos vê como idiotas então, talvez, tudo virá a superfície como uma “mancha de diarreia na piscina”.

Veja o vídeo mais recente AQUI
Crédito: Streetcap1

 
No dia 21 de janeiro de 2011 mais precisamente as 17:20 hs capturei diretamente do Stream de vídeo do Live Space Station Video (na época um canal de vídeo da NASA sem edição) vários OVNIs cruzando as câmeras da ISS. Durante o Contato Estabelecido, o sinal de rádio da Estação Espacial Internacional sofreu muita interferência e quase não dava para escutar os astronautas da ISS. No momento do avistamento a estação, segundo o site Heavens Above (site que mostrava a posição da ISS sobre o globo terrestre), estava sobre o Pacífico, acima do Japão. Os astronautas durante o vídeo pareceram reagir euforicamente ao incidente, mas após 7 minutos de transmissão o sinal de vídeo foi interrompido.

Vídeo gravado do Livestream da NASA em 21 de Janeiro de 2011
Clique AQUI para ver
Crédito: Gério Ganimedes

O tempo passou alguns links de acesso às câmeras da ISS foram censurados e desativados, no entanto, os incidentes continuaram e muitos dos caçadores de OVNIS, quando dedicam seu tempo para este tipo de “vigília virtual” através de novos canais de acesso a estas câmeras instaladas no espaço, conseguem registrar OVNIS antes mesmo do sinal de transmissão ser cortado pela NASA. A agência espacial norte-americana como sempre, ignora, não comenta ou inventa uma desculpa normalmente previsível do que foi gravado e apresentado, negando sempre ou justificando, que tudo não passa de “pedaços de gelo” desprendidos das estruturas da ISS, contudo sabemos que não há mais como negar a presença de tecnologia extraterrestre na órbita terrestre e francamente fica ridículo para um grupo de cientistas especializados e treinados dizerem que estes “objetos” de grandes dimensões, numa escala espacial são apenas “fragmentos de gelo”.  Agora senhores, me expliquem qual é o tipo de “fragmento gelado” que se desloca como se controlado por algum tipo de propulsão em direções e velocidades diferentes?

Estufa biológica - Estação Espacial Internacional

"Enquanto os astronautas da Estação Espacial Internacional degustam uma salada de alface, cultivada em estufa laboratorial, os OVNIS cruzam, como que passando pela portaria da NASA, com credenciais de nível AZUL, ou seja, sem nenhuma restrição".

Precisa dizer mais? Fiquem bem!

Texto: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes
 
AVISO AOS LEITORES

Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar às anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Roswell - A Indústria da Farsa

 
Extraterrestre de Roswell?
Créditos da divulgação do vídeo em postagem: UFOS ONLINE
Ricardo Roehe (Parceiro do PQA)
Créditos do vídeo: sonofmabarker - Youtube


Por Gério Ganimedes


Desde o incidente de Roswell no Novo México/EUA, em 1947, onde supostamente teria acontecido a queda de um OVNI com envolvimento direto das forças armadas estadunidenses surgem quase que mensalmente um novo vídeo, fotos ou fatos que curiosamente “vazam”, sejam através de ex-membros da aeronáutica dos EUA, pessoas envolvidas no caso, ou até mesmo herdeiros diretos de ex-integrantes das forças armadas. Aproveitando-se destas notícias, que quase sempre não tem conteúdo verídico, surgiu uma grande indústria. A Indústria da Farsa sobre extraterrestres e OVNIS. Estas produzem fotos de extraterrestres e vídeos de autópsias sem nem mesmo tomarem certos cuidados básicos ao tentarem reproduzir o cenário da época que será retratado. É o caso deste vídeo que foi postado no Youtube tendo como conteúdo fotos de extraterrestres queimados e que teriam sido recuperados no incidente de Roswell de 1947. Mas este, é só um exemplo do que circula na web sobre Roswell. Existe uma dezena de fotos e vídeos de seres extraterrestres sendo interrogados e examinados, quase sempre com pouca luz e imagens desfocadas propositalmente.  


Fotos que "vazaram"? Vazaram de onde?

 Fotos "originais" do caso Roswell
Não precisamos observar muito as imagens apresentadas nestes conteúdos que “vazaram”, para percebermos que se trata de mais uma fraude. Neste caso em particular, a roupa que o protagonista está usando na foto não tem nenhuma característica condizente das usadas por militares da aeronáutica ou exército do ano em questão. O emblema ou brasão das forças armadas dos EUA costurado na manga do traje também é diferente, sem falar que o tamanho da roupa dever ser pelo menos três números acima do tamanho do protagonista. Repare nas dobras da manga do traje e a sobra de “pano”. Outra característica é a cor bem definida da fotografia, que por mais que estivesse guardada e bem conservada, perderia qualidade de cor, profundidade e contraste. Novamente reforço meu pensamento de que este tipo de divulgação só serve para atrapalhar as pesquisas e investigações. Até quando a Indústria da Farsa de Roswell vai construir provas e novos materiais? Penso que já tenha se esgotado matéria-prima para construir novas farsas. Contudo não devemos perder de vista que o incidente de Roswell tratou-se de um evento complexo, envolvendo pessoas, fatos e o mais importante – tecnologia e vida Extraterrestre, mas o que restou daquele incidente, com toda a certeza, deve estar muito bem protegido e guardado, sob proteção total das agências de inteligência dos Estados Unidos da América.

Fiquem bem

Texto e tratamento digital: Gério Ganimedes
Colaboração: Rosana Ganimedes

Agradecimentos ao meu parceiro Ricardo Roehe do UFOS ONLINE por publicar esta matéria.

AVISO AOS LEITORES


Na existência de direitos reservados sobre algum material eventualmente utilizado neste Blog, solicito nesta oportunidade aos seus autores, proprietários ou possuidores, o devido consentimento para sua utilização e manutenção neste espaço, no qual, comprometo-me fazer constar às anotações que os titulares do(s) direito(s) julgarem prudente que se faça inserir, mediante comunicação. A formal determinação de exclusão, por outro lado, será imediatamente cumprida.

Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...