sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

"Quanto menor a porcentagem de uma probalidade, maior a possibilidade de estarmos errados"

  

   Quando as escalas de porcentagem são pequenas os erros tendem a ser grandes, por isto devemos estar atentos ao que nossos queridos cientistas, donos de um única verdade, nos comunicam , transmitindo uma total confiança em seus cálculos e dados técnicos.
 
   Lembro bem quando da última passagem do cometa HALLEY, 1986, que todos os astrônomos e especialistas em astronomia, disseram que seria linda a sua passagem, que ele passaria bem próximo da Terra e que os percentuais de erro de cálculo, quanto a sua passagem eram bem pequenos ( Aqui entra minha teoria ).
   Comprei luneta, telescópio, gastei uma grana em equipamento para ver o tal cometa. Olha fiz de tudo para observar o bendito ou maldito (gastei pra nada), como quiserem, mas o que vi foi apenas um decepcionante pontinho branco com rastro muito pequeno, num só dia e para decepcionar mais, a luz do dia durante o pôr-do-sol.
   Bem, contei tudo isto só para lembrar que as previsões que "os cientistas", passam sobre catástrofes que podem acontecer com a Terra são de 1/1000000000 de vezes, ou apenas 0,001% de chance de se chocar com nosso planeta, ou ainda que o Sol está bem e que num percentual muito pequeno teremos alguns probleminhas de comunicação com satélites.
   Isto me preocupa e deveria preocupar vocês também. Tudo é uma porcentagem muito pequena de acontecer ou está muito distante do nosso tempo.

Lembrem de minha teoria!

Quanto menor a porcentagem de uma probalidade,
       maior a possibilidade de estarmos errados.

Gério Ganimedes

2 comentários:

  1. eu concordo,e tenho muito medo também.

    ResponderExcluir
  2. isto é demais,quero conhecer o cometa halley!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...